Documentos de poeta preservados

Foto Reprodução da InternetDivulgação


Mais de 200 cartas, fotografias, bilhetes, postais, escrituras e telegramas do poeta Carlos Drummond de Andrade (19021987), que completaria 111 anos, passam a integrar o acervo da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, em Itabira, terra natal do escritor mineiro, no Vale do Rio Doce. Os documentos, que incluem cartas escritas por Drummond à mãe, Julieta, a partir de 1915, pertenciam ao jornalista, colecionador e empresário de Lavras, no Sul de Minas, Eduardo Cicarelli, que os vendeu à fundação por cerca de R$ 21 mil. Considerado um dos maiores, se não o maior poeta brasileiro de todos os tempos, Drummond escreveu poemas inesquecíveis, principalmente sobre o amor:

"O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. 
O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar".



    Facebook

    Twitter

    Instagram